an online Instagram web viewer

#povosindigenas medias

Photos

De uns dias atrás com os filhos na Fatec.
@Vitones @raogabriel @_akbo @dimysp @rotebc 🎨👽✍🏾️
#semquinas #graffiti #sprayart #ocupacaoculturaldearte #povosindigenas #menospreconceitomaisindio
ANTIGO MUSEU DO ÍNDIO 
Abandonado pelo poder público, o prédio do antigo Museu do Índio está ligado à população indígena desde 1865. O museu funcionou neste prédio de 1953 a 1977, quando foi transferido para Botafogo. 
#museu #museudoindio #patrimoniocultural #patrimonioarquitetonico #patrimonioindigena #patrimoniohistorico  #cultura #culturaindigena #indios #indigenas #povosindigenas #historia #arquitetura #cultura #museo #musee #museum #errejota #riodejaneiro #carioca #city #wonderfulcity #cidademaravilhosa #fotojornalismo #fotografiaderua #streetphotography #streetview #streetphoto #lightroom #photoshop
ANTIGO MUSEU DO ÍNDIO Abandonado pelo poder público, o prédio do antigo Museu do Índio está ligado à população indígena desde 1865. O museu funcionou neste prédio de 1953 a 1977, quando foi transferido para Botafogo. #museu  #museudoindio  #patrimoniocultural  #patrimonioarquitetonico  #patrimonioindigena  #patrimoniohistorico  #cultura  #culturaindigena  #indios  #indigenas  #povosindigenas  #historia  #arquitetura  #cultura  #museo  #musee  #museum  #errejota  #riodejaneiro  #carioca  #city  #wonderfulcity  #cidademaravilhosa  #fotojornalismo  #fotografiaderua  #streetphotography  #streetview  #streetphoto  #lightroom  #photoshop 
Muito bom rever estas meninas guerreiras da etnia Kiriri, firmes com a cooperativa e preservando sua cultura!  #povosindigenas #indigenous #kiriri #festadolicuri #bahia #nordeste #brasil
COGUMELOS SANÕMA

Habitantes do extremo noroeste de Roraíma, na região de Awaris, os Sanõma são parte do povo Yanomami. Com grande conhecimento ecológico e de seu território, os Sanõma produzem este mix com mais de 10 espécies de cogumelos que pode ser utilizado em uma série de receitas. Além do sabor único, a produção do mix ajuda a manter a cultura Yanomami viva.

Grandes Chefs de cozinha já utilizam os cogumelos Sanõma, que tal soltar sua criatividade? Na loja CANOA, você encontra o mix de cogumelos desidratados e em pó.

#resistenciaindigena #yanomami #sanoma #Amazonia #Roraima
#povosindigenas #povosoriginarios #DemarcaçãoJá
#artecanoa #cogumelos
#arteindigenacanoa #Brasil
COGUMELOS SANÕMA Habitantes do extremo noroeste de Roraíma, na região de Awaris, os Sanõma são parte do povo Yanomami. Com grande conhecimento ecológico e de seu território, os Sanõma produzem este mix com mais de 10 espécies de cogumelos que pode ser utilizado em uma série de receitas. Além do sabor único, a produção do mix ajuda a manter a cultura Yanomami viva. Grandes Chefs de cozinha já utilizam os cogumelos Sanõma, que tal soltar sua criatividade? Na loja CANOA, você encontra o mix de cogumelos desidratados e em pó. #resistenciaindigena  #yanomami  #sanoma  #Amazonia  #Roraima  #povosindigenas  #povosoriginarios  #DemarcaçãoJá  #artecanoa  #cogumelos  #arteindigenacanoa  #Brasil 
Comemos alimento para porcos e ainda de quebra destroem nossa casa, nossa floresta, nossa raíz. Lembra da propaganda ?
.
.
Agro é tech, agro é pop. Agro é destruição ... .
.
.

#Repost @umagotanooceano (@get_repost)
・・・
O avanço do agronegócio exportador de soja sobre a Amazônia, principalmente no oeste do Pará, é alarmante e caminha não a passos largos, mas com colheitadeiras cada vez maiores. E este cenário pode piorar muito mais. Além da maior floresta do mundo está dando lugar a plantações de commodities que são exportadas principalmente para China para alimentar porcos (porque lá os agrotóxicos mais nocivos são proibidos, já no Brasil...), agricultores familiares, indígenas, quilombolas e ribeirinhos também estão sendo expulsos da região. O agronegócio cresce, a floresta diminuiu, e o país continua sendo um submundo de permissividades acima do limite aceitável.
Saiba mais: bit.ly/avancodasoja
.
.
#soja #matogrosso #pará #centrooeste #norte #agronegocio #agrotoxico #oagronãoépop #colheitadeira #OBrasilÉQuilombola #MexeuComÍndioMexeuComClima #china #commodities #destruição #florestaamazonica #amazonia #povosindigenas #brasil #natureza #gaia #terra #help #forest #stop #helthyfood #humanity #sos #savetheworld #savetheplanet
Comemos alimento para porcos e ainda de quebra destroem nossa casa, nossa floresta, nossa raíz. Lembra da propaganda ? . . Agro é tech, agro é pop. Agro é destruição ... . . . #Repost  @umagotanooceano (@get_repost) ・・・ O avanço do agronegócio exportador de soja sobre a Amazônia, principalmente no oeste do Pará, é alarmante e caminha não a passos largos, mas com colheitadeiras cada vez maiores. E este cenário pode piorar muito mais. Além da maior floresta do mundo está dando lugar a plantações de commodities que são exportadas principalmente para China para alimentar porcos (porque lá os agrotóxicos mais nocivos são proibidos, já no Brasil...), agricultores familiares, indígenas, quilombolas e ribeirinhos também estão sendo expulsos da região. O agronegócio cresce, a floresta diminuiu, e o país continua sendo um submundo de permissividades acima do limite aceitável. Saiba mais: bit.ly/avancodasoja . . #soja  #matogrosso  #pará  #centrooeste  #norte  #agronegocio  #agrotoxico  #oagronãoépop  #colheitadeira  #OBrasilÉQuilombola  #MexeuComÍndioMexeuComClima  #china  #commodities  #destruição  #florestaamazonica  #amazonia  #povosindigenas  #brasil  #natureza  #gaia  #terra  #help  #forest  #stop  #helthyfood  #humanity  #sos  #savetheworld  #savetheplanet 
Eu aqui nessa foto plena sentada toda linda mas na verdade tô é cheia de frio no centro da cidade! Kkk Quero mesmo é avisar que saiu post novo no blog com a primeira parte da minha viagem pra Chapada dos Veadeiros! Corre lá pra ver! 🌸✌🏻 #sidewalkdamoda #sdmviaja #brasilia #memorial #povosindigenas #wanderlust
Eu aqui nessa foto plena sentada toda linda mas na verdade tô é cheia de frio no centro da cidade! Kkk Quero mesmo é avisar que saiu post novo no blog com a primeira parte da minha viagem pra Chapada dos Veadeiros! Corre lá pra ver! 🌸✌🏻 #sidewalkdamoda  #sdmviaja  #brasilia  #memorial  #povosindigenas  #wanderlust 
ETERNO CONTRASTE: O VELHO BEM TRATADO E O VELHO ABANDONADO 
Maracanã e Museu do Índio
A reforma do Maracanã para a Copa do Mundo de Futebol, custou a bagatela de mais de um bilhão de reais; no mesmo período o orçamento para a reforma do Museu do Índio foi de trinta e oito milhões. Não foi realizada. O governo preferiu mostrar ao mundo como trata da sua cultura: o estádio renovado e o museu despedaçado. Infelizmente, o museu encontra-se abandonado até hoje.
Rio de Janeiro, RJ, Brasil 
#maracana #museudoindio  #estadiodomaracana #estadiomariofilho #estadio #museu #patrimoniohistorico #patrimoniocultural #patrimonioarquitetonico #patrimonioindigena #historia #arquitetura #cultura #indios #indigenas #povosindigenas #architektur #arquitectura #architecture #architettura #denuncia #fotojornalismo #fotografiaderua ##streetphoto #lightroom #lr #photoshop #ps #nikcollection #architalia100
ETERNO CONTRASTE: O VELHO BEM TRATADO E O VELHO ABANDONADO Maracanã e Museu do Índio A reforma do Maracanã para a Copa do Mundo de Futebol, custou a bagatela de mais de um bilhão de reais; no mesmo período o orçamento para a reforma do Museu do Índio foi de trinta e oito milhões. Não foi realizada. O governo preferiu mostrar ao mundo como trata da sua cultura: o estádio renovado e o museu despedaçado. Infelizmente, o museu encontra-se abandonado até hoje. Rio de Janeiro, RJ, Brasil #maracana  #museudoindio  #estadiodomaracana  #estadiomariofilho  #estadio  #museu  #patrimoniohistorico  #patrimoniocultural  #patrimonioarquitetonico  #patrimonioindigena  #historia  #arquitetura  #cultura  #indios  #indigenas  #povosindigenas  #architektur  #arquitectura  #architecture  #architettura  #denuncia  #fotojornalismo  #fotografiaderua  ##streetphoto  #lightroom  #lr  #photoshop  #ps  #nikcollection  #architalia100 
Anistia ao extermínio indígena? 
Bancada ruralista pressiona e Temer dá parecer que obriga órgãos do Executivo,  inclusive a Funai, a aplicar o Marco Temporal de 4 de outubro de1988 . Além da leitura equivocada da Constituição,  Temer atende a interesses que certamente não são os dos nossos povos originários. Demarcação já!!!!
#exterminio
#demarcacaoja
#povosindigenas
#povosindigenasdobrasil
#povosoriginarios
#demarcaçãojá
Registre dias bons e só revele com que tiver coração leve. ✌🏻🌸 #brasilia #memorial #povosindigenas
Esse lugar lindo é o Memorial dos Povos Indígenas e foi desenhado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, construído em 1987 em forma de espiral que remete a uma maloca redonda Yanomami. Aqui é lindo e tem uma grande diversidade e riqueza de histórias sobre os povos indígenas. Vivi aqui momentos especiais foram somente alguns minutos mas que com certeza vão durar para a eternidade e o melhor na presença de amigos especiais! Se vierem a Brasília não esqueçam de fazer uma visita! #memorial #povosindigenas #indigenouspeople #native #culture #indigenousculture #brasilia
Esse lugar lindo é o Memorial dos Povos Indígenas e foi desenhado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, construído em 1987 em forma de espiral que remete a uma maloca redonda Yanomami. Aqui é lindo e tem uma grande diversidade e riqueza de histórias sobre os povos indígenas. Vivi aqui momentos especiais foram somente alguns minutos mas que com certeza vão durar para a eternidade e o melhor na presença de amigos especiais! Se vierem a Brasília não esqueçam de fazer uma visita! #memorial  #povosindigenas  #indigenouspeople  #native  #culture  #indigenousculture  #brasilia 
“Minhas fotografias são um vetor entre o que acontece no mundo e as pessoas que não têm como presenciar o que acontece. Espero que a pessoa que entrar numa exposição minha não saia a mesma.”
Sebastião Salgado#diainternacionaldafotografia #eueeles #maluornelas #documentaryphotography #fotografiadocumental #jornalismo #photojournalism #photography #photographer #portrait #deixaoindiola #somosiguais #demarcaçãojá #povosindigenas #criancas #kids #lensculture #nikon_photography #shootermag_brasil #projeto #sorridentenaaldeia #tekoáporã #aldeiatekoáporã #faculdadesudoestepaulista @dudagcorrea 🙏🏿🙏🏻👏🏻👏🏿
“Minhas fotografias são um vetor entre o que acontece no mundo e as pessoas que não têm como presenciar o que acontece. Espero que a pessoa que entrar numa exposição minha não saia a mesma.” Sebastião Salgado#diainternacionaldafotografia  #eueeles  #maluornelas  #documentaryphotography  #fotografiadocumental  #jornalismo  #photojournalism  #photography  #photographer  #portrait  #deixaoindiola  #somosiguais  #demarcaçãojá  #povosindigenas  #criancas  #kids  #lensculture  #nikon_photography  #shootermag_brasil  #projeto  #sorridentenaaldeia  #tekoáporã  #aldeiatekoáporã  #faculdadesudoestepaulista  @dudagcorrea 🙏🏿🙏🏻👏🏻👏🏿
“A câmera não faz diferença nenhuma. Todas elas gravam o que você está vendo. Mas você precisa Ver.” – Ernst Haas #diainternacionaldafotografia #eueeles #maluornelas #documentaryphotography #fotografiadocumental #jornalismo #photojournalism #photography #photographer #portrait #deixaoindiola #somosiguais #demarcaçãojá #povosindigenas #criancas #kids #lensculture #nikon_photography #projeto #sorridentenaaldeia #tekoáporã #aldeiatekoáporã #faculdadesudoestepaulista @dudagcorrea 🙏🏿🙏🏻👏🏻👏🏿
“A câmera não faz diferença nenhuma. Todas elas gravam o que você está vendo. Mas você precisa Ver.” – Ernst Haas #diainternacionaldafotografia  #eueeles  #maluornelas  #documentaryphotography  #fotografiadocumental  #jornalismo  #photojournalism  #photography  #photographer  #portrait  #deixaoindiola  #somosiguais  #demarcaçãojá  #povosindigenas  #criancas  #kids  #lensculture  #nikon_photography  #projeto  #sorridentenaaldeia  #tekoáporã  #aldeiatekoáporã  #faculdadesudoestepaulista  @dudagcorrea 🙏🏿🙏🏻👏🏻👏🏿
Contecs  congresso nacional de tecnologia em construções sustentáveis

Um ensinamento e tanto pra quem busca fazer arquitetura boa, várias empresas apresentaram diversos materiais  como:
▫️Cerâmica de ótima qualidade fabricada com lâmpadas fluorescentes reciclada, material esse que demora cerca de 200 anos para ser absorvido pela natureza.
▪️Rodapé, Guarnição, Moldura e revestimentos  todos fabricados com o uso de polietileno (isopor) dando ao produto uma durabilidade incrível. ▫️Madeira ecológica utilizando resíduos plásticos e sobra de serragem para construção  de Deck, Pergolado e forro.
▪️Pré-moldado reduzindo sobra de resíduos de obras, sua resistência e versatilidade. ▫️Containers e seus benefícios e baixo custo.

No Contecs  passamos a conhecer mais o Centro de sustentabilidade do Sebrae  que é considerado o prédio de mais uso sustentável da América latina, construção inspirado nas tribos indígenas e  99% da energia consumida no centro é gerada por placas solares.

Tivemos contato direto com Patrick Daly um arquiteto incrível responsável pela residência conhecida mundialmente a Zero Carbon Irish House, primeira casa a receber certificações  na Irlanda, ele nos explicou seu método de manter sua casa aquecida com isolamento  total, sem consumo de energia e passo a passo da construção mostrando que Arquitetura boa funciona sim e nos ensinou que é possível reduzir o consumo de energia suja com uma boa arquitetura e encerrou a palestra dizendo "O Planeta é um só não temos outro desse" .
Incrível saber que a sustentabilidade está sendo pensada e comentada assim alimentamos a esperança que futuramente nosso critério seja conforto, estética, funcionalidade e sustentabilidade. 
Até o Contecs 2 ✌🏽
#sucesso #vencer #arquitetura #arquitectura #architecture #archigram #archstagram #architectureporn #instaarchitecture #arquiteturapaulista #arquiteturabrasileira #archtecturelovers #brazilianarchitecture #brasil #brazil #sustentabilidadebrasil #madeira #picoftheday9 #autossustentável #culturaindigena #respeito #povosindigenas #nativos #tradições #relações #indigenousculture #culture #natives #nature #respect
Contecs congresso nacional de tecnologia em construções sustentáveis Um ensinamento e tanto pra quem busca fazer arquitetura boa, várias empresas apresentaram diversos materiais como: ▫️Cerâmica de ótima qualidade fabricada com lâmpadas fluorescentes reciclada, material esse que demora cerca de 200 anos para ser absorvido pela natureza. ▪️Rodapé, Guarnição, Moldura e revestimentos todos fabricados com o uso de polietileno (isopor) dando ao produto uma durabilidade incrível. ▫️Madeira ecológica utilizando resíduos plásticos e sobra de serragem para construção de Deck, Pergolado e forro. ▪️Pré-moldado reduzindo sobra de resíduos de obras, sua resistência e versatilidade. ▫️Containers e seus benefícios e baixo custo. No Contecs passamos a conhecer mais o Centro de sustentabilidade do Sebrae que é considerado o prédio de mais uso sustentável da América latina, construção inspirado nas tribos indígenas e 99% da energia consumida no centro é gerada por placas solares. Tivemos contato direto com Patrick Daly um arquiteto incrível responsável pela residência conhecida mundialmente a Zero Carbon Irish House, primeira casa a receber certificações na Irlanda, ele nos explicou seu método de manter sua casa aquecida com isolamento total, sem consumo de energia e passo a passo da construção mostrando que Arquitetura boa funciona sim e nos ensinou que é possível reduzir o consumo de energia suja com uma boa arquitetura e encerrou a palestra dizendo "O Planeta é um só não temos outro desse" . Incrível saber que a sustentabilidade está sendo pensada e comentada assim alimentamos a esperança que futuramente nosso critério seja conforto, estética, funcionalidade e sustentabilidade. Até o Contecs 2 ✌🏽 #sucesso  #vencer  #arquitetura  #arquitectura  #architecture  #archigram  #archstagram  #architectureporn  #instaarchitecture  #arquiteturapaulista  #arquiteturabrasileira  #archtecturelovers  #brazilianarchitecture  #brasil  #brazil  #sustentabilidadebrasil  #madeira  #picoftheday9  #autossustentável  #culturaindigena  #respeito  #povosindigenas  #nativos  #tradições  #relações  #indigenousculture  #culture  #natives  #nature  #respect 
#DIA123
.A milenar arte de educar dos povos indígenas.
"Educar é dar sentido. É dar sentido ao nosso estar no mundo. Nossos corpos precisam desse sentido para se realizar plenamente. Mas também nossos corpos são vazios de imagens e elas precisam fazer parte da nossa mente para possamos dar respostas ao que se nos apresenta diuturnamente como desafios da existência. É por isso que não basta dar alimento apenas ao corpo, é preciso também alimentar a alma, o espírito. Sem comida o corpo enfraquece e sem sentido é a alma que se entrega ao vazio da existência.
A educação tradicional entre os povos indígenas se preocupa com esta tríplice necessidade: do corpo, da mente e do espírito. É uma preocupação que entende o corpo como algo prenhe de necessidades para poder se manter vivo.
Esta visão de educação é sustentada pela idéia de que cada ser humano precisa viver intensamente seu momento. A criança indígena é, então, provocada para ser radicalmente criança. Não se pergunta nunca a ela o que pretende ser quando crescer. Ela sabe que nada será se não viver plenamente seu ser infantil. Nada será por que já é. Não precisará esperar crescer para ser alguém. Para ela é apresentado o desafio de viver plenamente seu ser infantil para que depois, quando estiver vivendo outra fase da vida, não se sinta vazia de infância. A ela são oferecidas atividades educativas para que aprenda enquanto brinca e brinque enquanto aprende num processo contínuo que irá fazê-la perceber que tudo faz parte de uma grande teia que se une ao infinito.
Num mesmo movimento ela vai sendo introduzida no universo espiritual. Embalada pelas histórias contadas pelos velhos da aldeia, a criança e o jovem passam a perceber que em seu corpo moram os sentidos da existência. Este sentido é oferecido pela memória ancestral concentrada nos velhos contadores de histórias. São eles que atualizam o passado e o fazem se encontrar com o presente mostrando à comunidade a presença do saber imemorial capaz de dar sentido ao estar no mundo.

Continue lendo em: http://www.pensarcontemporaneo.com/educacao-indigena/

Créditos:
Fotografia - Camila Brito
Texto - Daniel Munduruku | Pensar Contemporâneo

#povosindigenas
#DIA123  .A milenar arte de educar dos povos indígenas. "Educar é dar sentido. É dar sentido ao nosso estar no mundo. Nossos corpos precisam desse sentido para se realizar plenamente. Mas também nossos corpos são vazios de imagens e elas precisam fazer parte da nossa mente para possamos dar respostas ao que se nos apresenta diuturnamente como desafios da existência. É por isso que não basta dar alimento apenas ao corpo, é preciso também alimentar a alma, o espírito. Sem comida o corpo enfraquece e sem sentido é a alma que se entrega ao vazio da existência. A educação tradicional entre os povos indígenas se preocupa com esta tríplice necessidade: do corpo, da mente e do espírito. É uma preocupação que entende o corpo como algo prenhe de necessidades para poder se manter vivo. Esta visão de educação é sustentada pela idéia de que cada ser humano precisa viver intensamente seu momento. A criança indígena é, então, provocada para ser radicalmente criança. Não se pergunta nunca a ela o que pretende ser quando crescer. Ela sabe que nada será se não viver plenamente seu ser infantil. Nada será por que já é. Não precisará esperar crescer para ser alguém. Para ela é apresentado o desafio de viver plenamente seu ser infantil para que depois, quando estiver vivendo outra fase da vida, não se sinta vazia de infância. A ela são oferecidas atividades educativas para que aprenda enquanto brinca e brinque enquanto aprende num processo contínuo que irá fazê-la perceber que tudo faz parte de uma grande teia que se une ao infinito. Num mesmo movimento ela vai sendo introduzida no universo espiritual. Embalada pelas histórias contadas pelos velhos da aldeia, a criança e o jovem passam a perceber que em seu corpo moram os sentidos da existência. Este sentido é oferecido pela memória ancestral concentrada nos velhos contadores de histórias. São eles que atualizam o passado e o fazem se encontrar com o presente mostrando à comunidade a presença do saber imemorial capaz de dar sentido ao estar no mundo. Continue lendo em: http://www.pensarcontemporaneo.com/educacao-indigena/ Créditos: Fotografia - Camila Brito Texto - Daniel Munduruku | Pensar Contemporâneo #povosindigenas 
Com o novo Ministro da Cultura Sergio Sá Leitão, Secretária da Diversidade Cultural Debora Albuquerque, assessora especial Ione Carvalho e Yakuwipu Waurá, representando o povo Aweti, selamos a parceria do Governo do Estado de Mato Grosso, através da SEC, e Ministério da Cultura para apoiar o Kuarup deste e do próximo ano, além de ações de registro e preservação da rica e diversa cultura dos povos indígenas do Xingu. #kuarup #secmt #povosindigenas #aweti
Com o novo Ministro da Cultura Sergio Sá Leitão, Secretária da Diversidade Cultural Debora Albuquerque, assessora especial Ione Carvalho e Yakuwipu Waurá, representando o povo Aweti, selamos a parceria do Governo do Estado de Mato Grosso, através da SEC, e Ministério da Cultura para apoiar o Kuarup deste e do próximo ano, além de ações de registro e preservação da rica e diversa cultura dos povos indígenas do Xingu. #kuarup  #secmt  #povosindigenas  #aweti 
Uma das maiores e melhores experiências da minha existência: conhecer o Xingú. Povo Yawalapiti #kuarup #xingu #indios #povosindigenas #terralivre #culturaindigena #culturaindigenabrasileira #yawalapiti
Oportunidade ímpar de ter conhecido na última sexta-feira o Espaço Cultural Ag Nõ Jó U, do povo indígena Laklanõ/Xoklen, na Aldeia Bugio, na cidade de José Boiteux/SC. Muito obrigada VIDA por me proporcionar tantos momentos de aprendizado e vivências culturais tão diferentes. Na foto, com o pequeno Kokoling (gavião), de apenas dois anos de idade, pertencente a aldeia indígena onde ocorreu a Plenária do Conselho Estadual dos Povos Indígenas de Santa Catarina. #PovosIndigenas #CEPIN #AldeiaIndígena
Oportunidade ímpar de ter conhecido na última sexta-feira o Espaço Cultural Ag Nõ Jó U, do povo indígena Laklanõ/Xoklen, na Aldeia Bugio, na cidade de José Boiteux/SC. Muito obrigada VIDA por me proporcionar tantos momentos de aprendizado e vivências culturais tão diferentes. Na foto, com o pequeno Kokoling (gavião), de apenas dois anos de idade, pertencente a aldeia indígena onde ocorreu a Plenária do Conselho Estadual dos Povos Indígenas de Santa Catarina. #PovosIndigenas  #CEPIN  #AldeiaIndígena 
Estamos no Facebook, também!
Curta e siga lá!! :)
#povosindigenas
Estamos no Facebook, também! Curta e siga lá!! :) #povosindigenas 
Estamos no Facebook, também!
Curta e siga lá!! :)
#povosindigenas
Estamos no Facebook, também! Curta e siga lá!! :) #povosindigenas 
E no dia internacional  da fotografia .. eu tive honra de estar com eles ✨✨✨ obrigada @dudagcorrea  Tribo Tekoa- Porá 🙏🏿🙏🏻 #donosdobrasil #deixaoindiola #diainternacionaldafotografia #fotografiadocumental #maluornelas #documentaryphotography #photojournalism #fotojornalismo #demarcaçãojá #povosindigenas #indios #criancas #kids #somosumsó #somosiguais #amooomuito
Exposition with sculptures, based on real indigenous people, #manaus #brasil #povosindigenas #felipelettersten 💕
© Foto: @being.on.the.planet
Um dos nossos administradores, Renan Torres, teve a grande honra de conhecer o Cacique Alvaro Tukano, que é Diretor do Memorial Povos Indígenas, em Brasília-DF. #povosindigenas
Um dos nossos administradores, Renan Torres, teve a grande honra de conhecer o Cacique Alvaro Tukano, que é Diretor do Memorial Povos Indígenas, em Brasília-DF. #povosindigenas 
Projeto de 4 anos atrás 🎉 uma vivência e aprendizado incrível! "O presente trabalho tem como objetivo analisar o sonho do etnônimo katökinn no processo de afirmação da identidade étnica no contexto de ressurgimento dos povos indígenas do Nordeste a partir da década de 1990, particularmente em Alagoas."
💙Professores: Jorge Vieira e @alessandra_damacena 📚📝
(📸 Clézia Moura)
---
#povosindigenas #fotografia #foto #nikon #alagoas #publicidadecesmac #direitocesmac
Projeto de 4 anos atrás 🎉 uma vivência e aprendizado incrível! "O presente trabalho tem como objetivo analisar o sonho do etnônimo katökinn no processo de afirmação da identidade étnica no contexto de ressurgimento dos povos indígenas do Nordeste a partir da década de 1990, particularmente em Alagoas." 💙Professores: Jorge Vieira e @alessandra_damacena 📚📝 (📸 Clézia Moura) --- #povosindigenas  #fotografia  #foto  #nikon  #alagoas  #publicidadecesmac  #direitocesmac 
Os povos indígenas do Brasil compreendem um grande número de diferentes grupos étnicos que habitam o país desde milênios antes do início da colonização portuguesa, que principiou no século XVI, fazendo parte do grupo maior dos povos ameríndios. No momento da Descoberta do Brasil, os povos nativos eram compostos por tribos seminômades que subsistiam da caça, pesca, coleta e da agricultura itinerante, desenvolvendo culturas diferenciadas. Apesar de protegida por muitas leis, a população indígena foi amplamente exterminada pelos conquistadores diretamente e pelas doenças que eles trouxeram, caindo de uma população de milhões para cerca de 150 mil em meados do século XX, quando continuava caindo. Apenas na década de 1980 ela inverteu a tendência e passou a crescer em um ritmo sólido. #indio #povosindigenas #deus #deusnocomando #planosdedeus #fortaleza #quixeramobim #ceara #brasil
Os povos indígenas do Brasil compreendem um grande número de diferentes grupos étnicos que habitam o país desde milênios antes do início da colonização portuguesa, que principiou no século XVI, fazendo parte do grupo maior dos povos ameríndios. No momento da Descoberta do Brasil, os povos nativos eram compostos por tribos seminômades que subsistiam da caça, pesca, coleta e da agricultura itinerante, desenvolvendo culturas diferenciadas. Apesar de protegida por muitas leis, a população indígena foi amplamente exterminada pelos conquistadores diretamente e pelas doenças que eles trouxeram, caindo de uma população de milhões para cerca de 150 mil em meados do século XX, quando continuava caindo. Apenas na década de 1980 ela inverteu a tendência e passou a crescer em um ritmo sólido. #indio  #povosindigenas  #deus  #deusnocomando  #planosdedeus  #fortaleza  #quixeramobim  #ceara  #brasil 
Tive a grande honra de conhecer o Cacique Alvaro Tukano, que é Diretor do Memorial Povos Indígenas em Brasília. #povosindigenas
Tive a grande honra de conhecer o Cacique Alvaro Tukano, que é Diretor do Memorial Povos Indígenas em Brasília. #povosindigenas 
Lembranças de um carnaval good vibes na Amazônia. Obrigada @lgcidade @igabarroso @danillomaias #Enzo #Enrico pelos momentos incríveis de energia pura e muito amor. ♥️🌳🌅
Ê saudade boa! .
Obs: esse foi só um pedacinho da viagem... 🙏🏻💓
#tbt #amazônia #floresta #natureza #amazon #amazonforest #RioNegro #triboindigena  #povosindigenas #amazontrip #justexplore #videotrip #parte1 #Manaus
Os Guarani são conhecidos como "povos de resistência" pois resistem culturalmente há mais de 500 anos a uma colonização cruel e impiedosa que os tirou quase tudo. Sua língua nativa falada até os dias de hoje, sua religiosidade muito forte e a produção de suas artes é o que os conecta à sua ancestralidade. A entrada de recursos nas aldeias pela venda de seus artesanatos é de extrema importância para garantia da sobrevivência e manutenção da cultura. Além disso, muitos necessitam quase que diariamente desta atividade, já que suas terras não são suficientes para garantir a segurança alimentar de suas famílias. Quase sempre, esse recurso é para comprar alimentos. 
No sentido de preservar esse patrimônio cultural de nossa região, acreditamos que a forma de viver do Povo Guarani deve ser respeitada. (...) Arte e Cultura enriquecem nosso país e consequentemente nossa cidade, contribuindo diretamente para o crescimento turístico da região. Nós da loja C.A.N.O.A. demonstramos nosso apoio irrestrito à todos os povos tradicionais e indígenas quanto a exposição de seus artesanatos no Centro Histórico de Paraty. #arteindigena #povosindigenas #artecanoa #paraty #centrohistórico #demarcaçãojá #brasil #artesanato #direitosindigenas #guarani #guarani_mbya

Leia na íntegra o Manifesto de Apoio à arte Guarani em Paraty em nossa página no facebook. Link na bio.
Os Guarani são conhecidos como "povos de resistência" pois resistem culturalmente há mais de 500 anos a uma colonização cruel e impiedosa que os tirou quase tudo. Sua língua nativa falada até os dias de hoje, sua religiosidade muito forte e a produção de suas artes é o que os conecta à sua ancestralidade. A entrada de recursos nas aldeias pela venda de seus artesanatos é de extrema importância para garantia da sobrevivência e manutenção da cultura. Além disso, muitos necessitam quase que diariamente desta atividade, já que suas terras não são suficientes para garantir a segurança alimentar de suas famílias. Quase sempre, esse recurso é para comprar alimentos. No sentido de preservar esse patrimônio cultural de nossa região, acreditamos que a forma de viver do Povo Guarani deve ser respeitada. (...) Arte e Cultura enriquecem nosso país e consequentemente nossa cidade, contribuindo diretamente para o crescimento turístico da região. Nós da loja C.A.N.O.A. demonstramos nosso apoio irrestrito à todos os povos tradicionais e indígenas quanto a exposição de seus artesanatos no Centro Histórico de Paraty. #arteindigena Â #povosindigenas Â #artecanoa Â #paraty Â #centrohistórico Â #demarcaçãojá Â #brasil Â #artesanato Â #direitosindigenas Â #guarani Â #guarani_mbya  Leia na íntegra o Manifesto de Apoio à arte Guarani em Paraty em nossa página no facebook. Link na bio.
Audiência no Ministério do Esporte em busca de recursos para as práticas esportivas dos nossos Xerentes.
#povosindigenas #esporteemfoco #xerentes #alutacontinua✊
#Repost @midianinja (@get_repost)
・・・
A Suprema Corte, em unanimidade, votou em favor dos indígenas, julgando improcedentes as ações contrárias aos povos originários, na manhã de hoje, durante sessão das Ações Civis Originárias 362 e 366, na qual o estado do Mato Grosso pleiteava indenização por desapropriação de terras que, de acordo com o governo estadual, haviam sido incluídas nos limites do Parque Nacional do Xingu, e desapropriação das reservas indígenas Nambikwaras e Parecis

O autor da ação alegava que os povos indígenas não habitavam a região. Ministros do STF afirmaram hoje que essas terras são "imemoriavelmente indígenas" e que o governo do estado do Matro Grosso não conseguiu comprovar propriedade e domínio sobre essas terras.

Segundo Luis Henrique Eloy Terena, advogado da APIB - Articulação dos Povos Indígenas do Brasil, "foi uma importante vitória para os povos indígenas dessas duas terras indígenas porque o STF reconheceu um direito originário deles, mas com a repercussão disso a nível nacional para as outras Terras Indígenas. O STF sinalizou ser contrário à tese do Marco Temporal. Todos os ministros de certa forma em seus votos reafirmaram esse direito originário e trouxeram outros marcos legais como a Constituição de 1974, Constituição de 1891, a própria Carta Régia de 1680, enfim, foi importante nesse sentido, ou seja, os ministros já sinalizaram para a não aplicação do Marco Temporal, todos eles, com a exceção do Gilmar Mendes". #MarcoTemporalNão #povosindigenas #resistencia #respeito
#Repost  @midianinja (@get_repost) ・・・ A Suprema Corte, em unanimidade, votou em favor dos indígenas, julgando improcedentes as ações contrárias aos povos originários, na manhã de hoje, durante sessão das Ações Civis Originárias 362 e 366, na qual o estado do Mato Grosso pleiteava indenização por desapropriação de terras que, de acordo com o governo estadual, haviam sido incluídas nos limites do Parque Nacional do Xingu, e desapropriação das reservas indígenas Nambikwaras e Parecis O autor da ação alegava que os povos indígenas não habitavam a região. Ministros do STF afirmaram hoje que essas terras são "imemoriavelmente indígenas" e que o governo do estado do Matro Grosso não conseguiu comprovar propriedade e domínio sobre essas terras. Segundo Luis Henrique Eloy Terena, advogado da APIB - Articulação dos Povos Indígenas do Brasil, "foi uma importante vitória para os povos indígenas dessas duas terras indígenas porque o STF reconheceu um direito originário deles, mas com a repercussão disso a nível nacional para as outras Terras Indígenas. O STF sinalizou ser contrário à tese do Marco Temporal. Todos os ministros de certa forma em seus votos reafirmaram esse direito originário e trouxeram outros marcos legais como a Constituição de 1974, Constituição de 1891, a própria Carta Régia de 1680, enfim, foi importante nesse sentido, ou seja, os ministros já sinalizaram para a não aplicação do Marco Temporal, todos eles, com a exceção do Gilmar Mendes". #MarcoTemporalNão  #povosindigenas  #resistencia  #respeito 
Em breve nosso novo ensaio fotográfico by @wagnerkaiowas estará no ar! Ficou demais!
.
.
.
#fotodafoto #aranduarakuaa #folkmetal #indigenous #metalnacional #metalnativo #povosindigenas #indigena #heavymetal
PIMENTA BANIWA

Na floresta amazônica, Jiquitaia é uma formiga pequena e invocada, cuja picada arde muito. Vem daí o nome da pimenta produzida pelo povo Baniwa, habitantes do Alto Rio Negro.

De conhecimento ancestral, passado de geração em geração, usam-se para fazer a Jiquitaia original, cerca de 74 pimentas amazônicas. Cada india Baniwa tem um jeito único de preparar a jiquitaia, isso torna cada pimenta uma criação singular.

Deu vontade, né? Confira aqui no CANOA.

#resistenciaindigena #baniwa #Amazonia #altoRioNegro
#povosindigenas #povosoriginarios #DemarcaçãoJá

#artecanoa #pimenta #pimentabaniwa #food #pepper
#arteindigenacanoa
#Brasil #Paraty
PIMENTA BANIWA Na floresta amazônica, Jiquitaia é uma formiga pequena e invocada, cuja picada arde muito. Vem daí o nome da pimenta produzida pelo povo Baniwa, habitantes do Alto Rio Negro. De conhecimento ancestral, passado de geração em geração, usam-se para fazer a Jiquitaia original, cerca de 74 pimentas amazônicas. Cada india Baniwa tem um jeito único de preparar a jiquitaia, isso torna cada pimenta uma criação singular. Deu vontade, né? Confira aqui no CANOA. #resistenciaindigena  #baniwa  #Amazonia  #altoRioNegro  #povosindigenas  #povosoriginarios  #DemarcaçãoJá  #artecanoa  #pimenta  #pimentabaniwa  #food  #pepper  #arteindigenacanoa  #Brasil  #Paraty 
We took their lands, we took their souls, we took their identities, we forgot that we were them

#indigenouspeople #povosindigenas #NativeBrazilianpeople #photoart
Olá olá, tribo querida! 
Amanhã, 15/08, nossa noite será em torno do ELO SAGRADO, uma RODA DE CONEXÃO E CURA NATIVA com instrumentos e canções sagradas, purificação com ervas, cerimônia do bastão da fala, leitura das Cartas Xamânicas, partilhas e ensinamentos das Tradições Espirituais Ameríndias. 
O Elo acontecerá no Jardim Botânico, às 19:00, num delicioso espaço intimista aberto carinhosamente por Paola Cruz. A troca é de R$ 30,00.
Como há poucas vagas, é importante confirmar a presença com antecedência. Conforme entrarem em contato, passarei o endereço completo a vocês :) Quem puder, leve uma almofada para sentar e um pequeno lanchinho para compartilharmos, ok?

Estou disponível para qualquer dúvida ou confirmar sua inscrição por whats (97279-6802) ou e-mail (informativo@caminhonativo.com). Um grande beijo e um belo dia para nós! 💚 Aho! 
#caminhonativo #tonypaixao #espiritualidade #tradiçoesamerindias #cura #fe #alegria #vidasimples #tambornativo #salviabranca #sweetgrass #cançoessagradas #elosagrado #povosindigenas
Olá olá, tribo querida! Amanhã, 15/08, nossa noite será em torno do ELO SAGRADO, uma RODA DE CONEXÃO E CURA NATIVA com instrumentos e canções sagradas, purificação com ervas, cerimônia do bastão da fala, leitura das Cartas Xamânicas, partilhas e ensinamentos das Tradições Espirituais Ameríndias. O Elo acontecerá no Jardim Botânico, às 19:00, num delicioso espaço intimista aberto carinhosamente por Paola Cruz. A troca é de R$ 30,00. Como há poucas vagas, é importante confirmar a presença com antecedência. Conforme entrarem em contato, passarei o endereço completo a vocês :) Quem puder, leve uma almofada para sentar e um pequeno lanchinho para compartilharmos, ok? Estou disponível para qualquer dúvida ou confirmar sua inscrição por whats (97279-6802) ou e-mail (informativo@caminhonativo.com). Um grande beijo e um belo dia para nós! 💚 Aho! #caminhonativo  #tonypaixao  #espiritualidade  #tradiçoesamerindias  #cura  #fe  #alegria  #vidasimples  #tambornativo  #salviabranca  #sweetgrass  #cançoessagradas  #elosagrado  #povosindigenas 
Reconectando com as raízes no Parque Lage, cenário da feijoada humana do Macunaíma. Aqui com uma legítima tatuagem tribal, direto do Xingu. Eu e meus curumins. / Today we got #tribal #tatoos from our beautiful #xingu #Amazon Forest artist friend. #RioDeJaneiro #brasil #brazil #indigenouspeoples #povosindigenas #women #artists
Índio Patachou, uma simpatia! Adquirimos um colar belíssimo! Muito feliz em estar com eles! Índios fazem parte dos gêneros que o Fome de Arte trabalha socialmente.
#indio  #patachou #obrasocial  #solidariedade  #amor  #felicidade  #artesanato #povosindigenas  #beleza  #artesanatobrasileiro  #art  #parquelage #povosindigenas  #obrasocial  #cult  #culturaindigena  #fomedearte #mundo #word
ANAUÊ! Aqueles que fazem existir a memória do POVO CAETÉS! Marcelo Arqueólogo IPHAN/RJ e @Diltonpeixoto um dos nomes da Cultura Barrense ...Será sempre bom recordar as visitas científicas ao Sítio do Araçá. RESISTÊNCIA SEMPRE! ...Estamos de olho! #indio #indios #sitioarqueologico #resistencia #barradesaomiguel #historia #ifan #indioscaetes #dor #perda #lembrancas #povos #povosindigenas #historiadobrasil #professor #educacao #visitealagoas #alagoas #aventuraecobrasil #memorias @visitebarradesaomiguel @natushostel @iloaresort @vivabarra @villagebarrahotel @pousadacapitaesdeareia @pousadabarrabonita @hotelpontaverde @gungaporangahotel @pousadabrisamar @vemdeandada
ANAUÊ! Aqueles que fazem existir a memória do POVO CAETÉS! Marcelo Arqueólogo IPHAN/RJ e @Diltonpeixoto um dos nomes da Cultura Barrense ...Será sempre bom recordar as visitas científicas ao Sítio do Araçá. RESISTÊNCIA SEMPRE! ...Estamos de olho! #indio  #indios  #sitioarqueologico  #resistencia  #barradesaomiguel  #historia  #ifan  #indioscaetes  #dor  #perda  #lembrancas  #povos  #povosindigenas  #historiadobrasil  #professor  #educacao  #visitealagoas  #alagoas  #aventuraecobrasil  #memorias  @visitebarradesaomiguel @natushostel @iloaresort @vivabarra @villagebarrahotel @pousadacapitaesdeareia @pousadabarrabonita @hotelpontaverde @gungaporangahotel @pousadabrisamar @vemdeandada
A criança aprende por imitação. Essa sabedoria ancestral permite que nas aldeias as crianças participem de toda a vida dos adultos, acompanhando nas caçadas, nas plantações, na produção dos artefatos, nas festas e rituais. Assim, aos poucos, ela compreende a importância dos atos, as relações sociais e seu papel na comunidade.

Um agradecimento especial aos pais indigenas que com muito respeito e amor cuidam de suas crianças. 
Feliz dia dos pais! 
Foto de @kohleralice
Na aldeia Yawalapiti, Alto Xingu, Mato Grosso.

#povosindigenas #povosoriginarios  #arteindigena  #artecanoa #diadospais #demarcaçãoJá #Brasil #xingu #yawalapiti
A criança aprende por imitação. Essa sabedoria ancestral permite que nas aldeias as crianças participem de toda a vida dos adultos, acompanhando nas caçadas, nas plantações, na produção dos artefatos, nas festas e rituais. Assim, aos poucos, ela compreende a importância dos atos, as relações sociais e seu papel na comunidade. Um agradecimento especial aos pais indigenas que com muito respeito e amor cuidam de suas crianças. Feliz dia dos pais! Foto de @kohleralice Na aldeia Yawalapiti, Alto Xingu, Mato Grosso. #povosindigenas  #povosoriginarios  #arteindigena  #artecanoa  #diadospais  #demarcaçãoJá  #Brasil  #xingu  #yawalapiti 
7ª CELEBRAÇÃO DO 
DIA INTERNACIONAL DOS POVOS INDÍGENAS 2017

Sábado 12/08 e Domingo 13/08
Das 9 às 18 horas no Parque Lage

Em 9 de agosto de 1995 a ONU escolheu essa data para expressar o reconhecimento internacional em relação aos povos  indígenas pois carecem da manutenção de seus direitos, como a autodeterminação de suas condições de vida e cultura, respeito a sua espiritualidade, bem como o direito a seus territórios ancestrais e a preservação de suas próprias línguas e saberes tradicionais.

A energia da floresta paira sobre o Parque Lage. Dezenas de indígenas de diferentes etnias se reúnem para entoar cantos e danças, expor e vender seu artesanato, fazer pintura corporal, contação de histórias e mesas de debates sobre a questão indígena numa grande feira cultural.

#indiosdobrasil #diadoindio #culturaindigena #povosindigenas #parquelage #achadosdasemana #braziliangallery_
#adlifestyle_oficial #braroundtheworld  #poesiadasimagens #olharesemimagens  #instagrambrasil #brazil_brasileiro #arteemfoco #eutonanuvem #cliquediaadia  #magic_shotz
7ª CELEBRAÇÃO DO  DIA INTERNACIONAL DOS POVOS INDÍGENAS 2017 Sábado 12/08 e Domingo 13/08 Das 9 às 18 horas no Parque Lage Em 9 de agosto de 1995 a ONU escolheu essa data para expressar o reconhecimento internacional em relação aos povos  indígenas pois carecem da manutenção de seus direitos, como a autodeterminação de suas condições de vida e cultura, respeito a sua espiritualidade, bem como o direito a seus territórios ancestrais e a preservação de suas próprias línguas e saberes tradicionais. A energia da floresta paira sobre o Parque Lage. Dezenas de indígenas de diferentes etnias se reúnem para entoar cantos e danças, expor e vender seu artesanato, fazer pintura corporal, contação de histórias e mesas de debates sobre a questão indígena numa grande feira cultural. #indiosdobrasil  #diadoindio  #culturaindigena  #povosindigenas  #parquelage Â #achadosdasemana  #braziliangallery_  #adlifestyle_oficial  #braroundtheworld  #poesiadasimagens  #olharesemimagens  #instagrambrasil  #brazil_brasileiro  #arteemfoco  #eutonanuvem  #cliquediaadia  #magic_shotz 
7ª CELEBRAÇÃO DO 
DIA INTERNACIONAL DOS POVOS INDÍGENAS 2017

Sábado 12/08 e Domingo 13/08
Das 9 às 18 horas no Parque Lage

Em 9 de agosto de 1995 a ONU escolheu essa data para expressar o reconhecimento internacional em relação aos povos  indígenas pois carecem da manutenção de seus direitos, como a autodeterminação de suas condições de vida e cultura, respeito a sua espiritualidade, bem como o direito a seus territórios ancestrais e a preservação de suas próprias línguas e saberes tradicionais.

A energia da floresta paira sobre o Parque Lage. Dezenas de indígenas de diferentes etnias se reúnem para entoar cantos e danças, expor e vender seu artesanato, fazer pintura corporal, contação de histórias e mesas de debates sobre a questão indígena numa grande feira cultural.

#indiosdobrasil #diadoindio #culturaindigena #povosindigenas #parquelage #achadosdasemana #braziliangallery_
#adlifestyle_oficial #braroundtheworld  #poesiadasimagens #olharesemimagens  #instagrambrasil #brazil_brasileiro #arteemfoco #eutonanuvem #cliquediaadia  #magic_shotz
7ª CELEBRAÇÃO DO  DIA INTERNACIONAL DOS POVOS INDÍGENAS 2017 Sábado 12/08 e Domingo 13/08 Das 9 às 18 horas no Parque Lage Em 9 de agosto de 1995 a ONU escolheu essa data para expressar o reconhecimento internacional em relação aos povos  indígenas pois carecem da manutenção de seus direitos, como a autodeterminação de suas condições de vida e cultura, respeito a sua espiritualidade, bem como o direito a seus territórios ancestrais e a preservação de suas próprias línguas e saberes tradicionais. A energia da floresta paira sobre o Parque Lage. Dezenas de indígenas de diferentes etnias se reúnem para entoar cantos e danças, expor e vender seu artesanato, fazer pintura corporal, contação de histórias e mesas de debates sobre a questão indígena numa grande feira cultural. #indiosdobrasil  #diadoindio  #culturaindigena  #povosindigenas  #parquelage Â #achadosdasemana  #braziliangallery_  #adlifestyle_oficial  #braroundtheworld  #poesiadasimagens  #olharesemimagens  #instagrambrasil  #brazil_brasileiro  #arteemfoco  #eutonanuvem  #cliquediaadia  #magic_shotz 
7ª CELEBRAÇÃO DO 
DIA INTERNACIONAL DOS POVOS INDÍGENAS 2017

Sábado 12/08 e Domingo 13/08
Das 9 às 18 horas no Parque Lage

Em 9 de agosto de 1995 a ONU escolheu essa data para expressar o reconhecimento internacional em relação aos povos  indígenas pois carecem da manutenção de seus direitos, como a autodeterminação de suas condições de vida e cultura, respeito a sua espiritualidade, bem como o direito a seus territórios ancestrais e a preservação de suas próprias línguas e saberes tradicionais.

A energia da floresta paira sobre o Parque Lage. Dezenas de indígenas de diferentes etnias se reúnem para entoar cantos e danças, expor e vender seu artesanato, fazer pintura corporal, contação de histórias e mesas de debates sobre a questão indígena numa grande feira cultural.

#indiosdobrasil #diadoindio #culturaindigena #povosindigenas #parquelage #achadosdasemana #braziliangallery_
#adlifestyle_oficial #braroundtheworld  #poesiadasimagens #olharesemimagens  #instagrambrasil #brazil_brasileiro #arteemfoco #eutonanuvem #cliquediaadia  #magic_shotz
7ª CELEBRAÇÃO DO  DIA INTERNACIONAL DOS POVOS INDÍGENAS 2017 Sábado 12/08 e Domingo 13/08 Das 9 às 18 horas no Parque Lage Em 9 de agosto de 1995 a ONU escolheu essa data para expressar o reconhecimento internacional em relação aos povos  indígenas pois carecem da manutenção de seus direitos, como a autodeterminação de suas condições de vida e cultura, respeito a sua espiritualidade, bem como o direito a seus territórios ancestrais e a preservação de suas próprias línguas e saberes tradicionais. A energia da floresta paira sobre o Parque Lage. Dezenas de indígenas de diferentes etnias se reúnem para entoar cantos e danças, expor e vender seu artesanato, fazer pintura corporal, contação de histórias e mesas de debates sobre a questão indígena numa grande feira cultural. #indiosdobrasil  #diadoindio  #culturaindigena  #povosindigenas  #parquelage Â #achadosdasemana  #braziliangallery_  #adlifestyle_oficial  #braroundtheworld  #poesiadasimagens  #olharesemimagens  #instagrambrasil  #brazil_brasileiro  #arteemfoco  #eutonanuvem  #cliquediaadia  #magic_shotz 
O Comitê Gestor Nacional (CGN) do DGM Brasil segue reunido até o final da tarde de hoje (11). Durante dois dias, representantes indígenas, quilombolas e de comunidades tradicionais avaliaram as iniciativas empreendidas pelo projeto e apontaram caminhos para a realização das próximas ações. A quarta reunião do CGN contou com a participação de membros da Funai, do Ministério do Meio Ambiente e do Banco Mundial. #dgmbrasil #povosdocerrado #povosindigenas #quilombolas #encantados #biomacerrado #indigenouspeoples #localcommunities
O Comitê Gestor Nacional (CGN) do DGM Brasil segue reunido até o final da tarde de hoje (11). Durante dois dias, representantes indígenas, quilombolas e de comunidades tradicionais avaliaram as iniciativas empreendidas pelo projeto e apontaram caminhos para a realização das próximas ações. A quarta reunião do CGN contou com a participação de membros da Funai, do Ministério do Meio Ambiente e do Banco Mundial. #dgmbrasil  #povosdocerrado  #povosindigenas  #quilombolas  #encantados  #biomacerrado  #indigenouspeoples  #localcommunities 
Oi! Hoje é  dia de @brava3100 
Bora?
#ms #capivaral #povosindigenas #povolindo #campao  #cg
Comemorando a semana internacional dos povos indígenas, estarei junto a Orquestra Cesgranrio estreando no Brasil a obra para flauta e orquestra da compositora uruguaia Beatriz Lockhart, Masia Muju. A obra baseia-se em temas da música dos povos indígenas venezuelanos Warao e Guahibo. A regência é de Eder Paolozzi @ederpaolozzi
Comemorando a semana internacional dos povos indígenas, estarei junto a Orquestra Cesgranrio estreando no Brasil a obra para flauta e orquestra da compositora uruguaia Beatriz Lockhart, Masia Muju. A obra baseia-se em temas da música dos povos indígenas venezuelanos Warao e Guahibo. A regência é de Eder Paolozzi @ederpaolozzi
Agradecemos a presença de todas as pessoas que compartilharam esse momento com a gente! 
Em especial aos convidados Agusuto Canani, Maurício Caviedes e ao Cacique Mbya Guarani Jaime da Silva

Augusto Canani é um cineasta nascido em Porto Alegre. Combinados, os 3 curtas de Canani ganharam mais de 40 prêmios em mais de 60 festivais de cinema no Brasil e pelo mundo. 
Sua estreia como diretor foi com o curta em 16mm “Intestino Grosso”, seguido de em 2010, “Amigos Bizarros do Ricardinho”. Em 2012, Canani concluiu seu terceiro curta, “Amores Passageiros”. Trabalha atualmente em seu primeiro longa, “Jepotá”, escrito com o autor indígena Papá Guarani.

Mauricio Caviedes, professor de antropologia na Pontificia Universidad Javeriana em Bogota. Trabalhou entre 2000 e 2003 com o Consejo Regional Indígena del Cauca - CRIC (que é a maior organização regional indígena que existe na Colômbia) e durante esses anos também com a Organición Nacional Indígena de Colômbia, que é uma organização que representa a maioria dos povos indígenas da Colômbia (mas existem alguns poucos povos indígenas que não aceitam ser representados por essa organização). Entre 2003 e 2005 atuou em uma organição chamada Cabildos Mayores Embera Katío de los Ríos Verde e Sinú. perto da fronteira entre a Colômbia e o Panamá. Entre 2006 e 2010 na Organización Indígena de Antioquia, mais uma organização regional indígena. Desde 2011 até hoje, trabalha desde a universidade onde é professor com a Asociación de Cabildos y Autoridades Indígena del Trapecio Amazónico - AZCAITA.

Tela Indígena // 14 de Setembro de 2016 // 19h // Sala Redenção

#telaindigena #cinema #mostra #povosindigenas #audiovisual
Agradecemos a presença de todas as pessoas que compartilharam esse momento com a gente! Em especial aos convidados Agusuto Canani, Maurício Caviedes e ao Cacique Mbya Guarani Jaime da Silva Augusto Canani é um cineasta nascido em Porto Alegre. Combinados, os 3 curtas de Canani ganharam mais de 40 prêmios em mais de 60 festivais de cinema no Brasil e pelo mundo. Sua estreia como diretor foi com o curta em 16mm “Intestino Grosso”, seguido de em 2010, “Amigos Bizarros do Ricardinho”. Em 2012, Canani concluiu seu terceiro curta, “Amores Passageiros”. Trabalha atualmente em seu primeiro longa, “Jepotá”, escrito com o autor indígena Papá Guarani. Mauricio Caviedes, professor de antropologia na Pontificia Universidad Javeriana em Bogota. Trabalhou entre 2000 e 2003 com o Consejo Regional Indígena del Cauca - CRIC (que é a maior organização regional indígena que existe na Colômbia) e durante esses anos também com a Organición Nacional Indígena de Colômbia, que é uma organização que representa a maioria dos povos indígenas da Colômbia (mas existem alguns poucos povos indígenas que não aceitam ser representados por essa organização). Entre 2003 e 2005 atuou em uma organição chamada Cabildos Mayores Embera Katío de los Ríos Verde e Sinú. perto da fronteira entre a Colômbia e o Panamá. Entre 2006 e 2010 na Organización Indígena de Antioquia, mais uma organização regional indígena. Desde 2011 até hoje, trabalha desde a universidade onde é professor com a Asociación de Cabildos y Autoridades Indígena del Trapecio Amazónico - AZCAITA. Tela Indígena // 14 de Setembro de 2016 // 19h // Sala Redenção #telaindigena  #cinema  #mostra  #povosindigenas  #audiovisual 
Mostra TELA Indigena na agenda Cultural DDC da UFRGS dos meses de Setembro e Outubro de 2016!

Xapiri 
Tela Indígena // 14 de Setembro de 2016 // 19h // Sala Redenção

#telaindigena #cinema #mostra #povosindigenas #audiovisual
Lotação máxima! Agradecemos a presença de todas as pessoas que compartilharam esse momento com a gente! 
Xapiri

Tela Indígena // 14 de Setembro de 2016 // 19h // Sala Redenção

#telaindigena #cinema #mostra #povosindigenas #audiovisual
“o trabalho realizado sobre estas imagens escapa do registro documentário a fim de produzir uma simulação técnologica livre a partir do universo visual e conceitual do xamanismo yanomami”. “...uma tentativa de tornar sensível, através de imagens digitais, certas ideias yanomami sobre as imagens xamânicas, sua ontologia e sua estética, sua transdução e mutabilidade nos corpos. Trata-se, antes de tudo, de uma homenagem visual à riqueza intelectual e poética do xamanismo yanomami" (Bruce Albert)

Tela Indígena // 14 de Setembro de 2016 // 19h // Sala Redenção 
XAPIRI (2012, 54min)
Direção: Gisela Motta, Bruce Albert, Laymert Garcia dos Santos, Stella Senra, Leandro Lima

#telaindigena #cinema #mostra #povosindigenas #audiovisual
“o trabalho realizado sobre estas imagens escapa do registro documentário a fim de produzir uma simulação técnologica livre a partir do universo visual e conceitual do xamanismo yanomami”. “...uma tentativa de tornar sensível, através de imagens digitais, certas ideias yanomami sobre as imagens xamânicas, sua ontologia e sua estética, sua transdução e mutabilidade nos corpos. Trata-se, antes de tudo, de uma homenagem visual à riqueza intelectual e poética do xamanismo yanomami" (Bruce Albert) Tela Indígena // 14 de Setembro de 2016 // 19h // Sala Redenção XAPIRI (2012, 54min) Direção: Gisela Motta, Bruce Albert, Laymert Garcia dos Santos, Stella Senra, Leandro Lima #telaindigena  #cinema  #mostra  #povosindigenas  #audiovisual 
XAPIRI

Tela Indígena // 14 de Setembro de 2016 // 19h // Sala Redenção

#telaindigena #cinema #mostra #povosindigenas #audiovisual
Tela Indígena // 14 de Setembro de 2016 // 19h // Sala Redenção 
XAPIRI (2012, 54min)
Direção: Gisela Motta, Bruce Albert, Laymert Garcia dos Santos, Stella Senra, Leandro Lima

Xapiri é um filme experimental sobre o xamanismo Yanomami, realizado por ocasião de dois encontros de xamãs na aldeia de Watoriki, Amazonas, em março de 2011 e abril de 2012. Foi concebido de modo a levar em conta duas noções diferentes de imagem: a dos Yanomami e a nossa. Não se trata de explicar o xamanismo, seus métodos ou procedimentos, mas de tornar visível e sensível, para públicos de culturas diferentes, o modo pelo qual os xamãs incorporam os espíritos e como seus corpos e vozes se transformam tanto no contato com os espíritos quanto ao "passar" de um a outro espírito.

#telaindigena #cinema #mostra #povosindigenas #audiovisual
Tela Indígena // 14 de Setembro de 2016 // 19h // Sala Redenção XAPIRI (2012, 54min) Direção: Gisela Motta, Bruce Albert, Laymert Garcia dos Santos, Stella Senra, Leandro Lima Xapiri é um filme experimental sobre o xamanismo Yanomami, realizado por ocasião de dois encontros de xamãs na aldeia de Watoriki, Amazonas, em março de 2011 e abril de 2012. Foi concebido de modo a levar em conta duas noções diferentes de imagem: a dos Yanomami e a nossa. Não se trata de explicar o xamanismo, seus métodos ou procedimentos, mas de tornar visível e sensível, para públicos de culturas diferentes, o modo pelo qual os xamãs incorporam os espíritos e como seus corpos e vozes se transformam tanto no contato com os espíritos quanto ao "passar" de um a outro espírito. #telaindigena  #cinema  #mostra  #povosindigenas  #audiovisual 
O avanço de grandes projetos e atividades agrícolas e extrativistas estão invadindo o território indígena agravando os conflitos já existentes . Não podemos aceitar que o desenvolvimento seja feito a qualquer custo , especialmente quando o custo são os direitos humanos e os direitos dos povos indígenas . Pelo  direito pelo respeito de cada etnia, cada minoria #DemarcaçãoJá #Deixaoindiola #donosdaterra #povosindigenas #foratemer #foraruralistas #editorial #direitoshumanos #editorialphotography #campanha #publicidadeepropaganda #editorial #magazine #mudeomundo #shooting #fineart  #sunshine #photographer #fashion @mariapiaornelas #beautyartist #makeup #hair #styling #producaodemoda @abertolaa #model #lindaaaaaa
O avanço de grandes projetos e atividades agrícolas e extrativistas estão invadindo o território indígena agravando os conflitos já existentes . Não podemos aceitar que o desenvolvimento seja feito a qualquer custo , especialmente quando o custo são os direitos humanos e os direitos dos povos indígenas . Pelo direito pelo respeito de cada etnia, cada minoria #DemarcaçãoJá  #Deixaoindiola  #donosdaterra  #povosindigenas  #foratemer  #foraruralistas  #editorial  #direitoshumanos  #editorialphotography  #campanha  #publicidadeepropaganda  #editorial  #magazine  #mudeomundo  #shooting  #fineart  #sunshine  #photographer  #fashion  @mariapiaornelas #beautyartist  #makeup  #hair  #styling  #producaodemoda  @abertolaa #model  #lindaaaaaa